Facebook Google Pluss


Em razão do 2º TURNO DAS ELEIÇÕES/2010, ser no dia 31 do corrente mês e ano (outubro/2010), a Iª COPA KAMAE DE KARATÊ, na cidade de Mossoró/RN, foi adiada para o dia 21 de novemvro de 2010.

A Academia Kamae de Karatê - Mossoró, na pessoa do Professor Douglas, Faixa Preta 1º Dan, convida a todos os professores e atletas a participarem da Iª Copa Kamae de Karatê – Dô Tradicional, que será realizada no dia 31 de outubro de 2010, em Mossoró-RN.

O evento terá início no domingo 31/10 , a partir das 09:00 h, com intervalo para o almoço, tendo continuidade na parte da tarde e com previsão para termino as 17:00 hs.

Nas modalidades Kata e Kumitê Individual, competirão atletas da Faixa Branca a Faixa Laranja e Faixa Verde a Faixa Preta, dentro de suas respectivas categorias.

O valor da inscrição para a competição será R$ 20,00 (Vinte reais).

Os atletas de João Câmara/RN e região interessados em participar do evento, deverão se inscrever com o Professor SANTOS, até o dia 10 de novembro de 2010.

OBS.: Terá alojamento para os atletas que pretenderem dormir em Mossoró, no sábado que antecede a competição.

A sua participação é de fundamental importância para difusão e engrandecimento do Karatê – Dô Tradicional na Região Oeste.
O Presidente da CBKT, Sensei Gilberto Gaertner, esteve reunido com o ministro dos esportes, Orlando Silva, em Curitiba. Na oportunidade, Gaertner entregou o projeto do 15th World Tradicional Karate Championship ao ministro e pediu seu apoio ao evento, através do Ministério do Esporte.
O Professor JOSIMAR comunica aos alunos que estão participando das aulas no sábado, que apartir de amanhã, dia 25 de setembro de 2010, ás aulas serão realizadas na Escola Infantil Vovó Mulata, no mesmo horário, ou seja ás 16:30 horas.

Contamos com a presença de todos os professores e alunos. "OSS"
Até o dia 15 de outubro do corrente ano (2010), estarão aberta ás incrições para a COPA KAMAE, na cidade de Mossoró/RN.

Os atletas interessados deverão procurar seus respectivos professores para se inscreverem.

O valor da taxa de participação será de R$ 20,00 (vinte reais).

Gostaria de lembrar a importancia dos atletas se inscreverem com bastante antecedência, pois só depois das inscrições poderemos resolver a questão de transporte. "OSS"
Esclareço aos leitores do blog que até o momento ainda não foi divulgado o resultado entre academias, da II ETAPA DO ESTADUAL DE KARATÊ, realizado no dia 19.09.2010, em João Câmara/RN, tendo em vista a Federação (FKTRN), não ter repassado a soma de pontos, porém, logo em breve faremos a divulgação.

No dia 19 de setembro de 2010, será realizado na cidade de João Câmara a II Etapa do Campeonato Estadual de Karatê-Dô Tradicional. O local previsto é o Ginásio de João Câmara e a competição terá início as 08:00.

DESTAQUE: O mestre Uruguaio NELSON CARREON, Faixa Preta 6º Dan, Instrutor da ITKF e mestre em Shiatsu, se fará presente na competição.

Informações pelo telefone: (84) 8832-4142 ou E-mail: alexjobson@hotmail.com

Em João Câmara/RN e região, os interessados deverão procurar o Professor SANTOS (celulares (84) 9404-0764 / 9997-7123 ou E-mail: santosmeikyo@yahoo.com.br)
A Academia Kamae de Karatê - Mossoró, convida a todos os professores e atletas a participarem da Iª Copa Kamae de Karatê – Dô Tradicional, que será realizada no dia 31 de Outubro de 2010, em Mossoró-RN.

O evento terá início no domingo 31/10 , a partir das 09:00 horas, com intervalo para o almoço, tendo continuidade na parte da tarde e com previsão para termino as 17:00 horas.

O valor da inscrição para a competição será R$ 20,00 (Vinte reais) independente de quantas modalidades o atleta dispute.

A sua participação é de fundamental importância para difusão e engrandecimento do Karatê – Dô Tradicional na Região Oeste.

Os atletas da Região do Mato Grande interessados em participar do evento, deverão procurar o Professor Santos para fazer as inscrições, pois as mesmas irão até o dia 15 de outubro.
De 08 a 12 de setembro de 2010, a Karateca Camarense RAYSSA MARIANA, participou do Seminário Internacional de Arbitragem em Karatê, com os Mestres Rick Jorgengen, 7º Dan (Canadá), Presidente da ITKF e Hiroshe Shirai, 9º Dan (Itália).

Ainda na capital Paranaense, a karateca se reuniu com as demais atletas da Seleção Brasileira de Karatê, onde cumpriram o cronograma de avaliações determinada pela CBKT, na Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

A Comissão Científica é composta por Médicos Desportistas, Professores de Educação Física, Fisioterapeutas, Fisiologistas e etc., e é responsável por desenvolver pesquisas sobre karatê e biomecânica, baseado em métodos científicos, com o propósito de melhorar as técnicas, eliminando os movimentos superficiais e criando métodos de treinamento sistemático.
Senhores professores, estou enviando a Ficha de Inscrição para a 2ª ETAPA DO CAMPEONATO ESTADUAL, que será realizado no próximo domingo, dia 19.

Receberemos as inscrições até ás 10:00 horas, do dia 16.09.2010 (Quinta Feira)

Para baixar a ficha de inscrição clique no link acima.
O Professor SANTOS, Presidente da Associação de Karatê da Região do Mato Grande, CONVIDA, todos os Professores filiados a Associação, a participarem do treinamento do próximo sábado (11.09.2010), ás 16:30 horas, na Academia Impacto, momento que será discutido a possível realização do CURSO INTERNACIONAL DE KARATÊ, no dia 18 de setembro de 2010, véspera do Campeonato Estadual na cidade de João Câmara/RN.

O curso terá como ministrante o mestre Uruguaio NELSON CARRION, Faixa Preta 6º Dan, Instrutor oficial da ITKF e mestre em Shiatsu.

Para que o curso possa ser realizado se faz necessário formar um grupo de no mínimo trinta participantes.

DIA: 18 de Setembro de 2010 (Sábado) - CURSO INTERNACIONAL DE KARATÊ
LOCAL DO CURSO: Ginásio de Esporte de João Câmara/RN
INÍCIO: 09:00 horas - TÉRMINO: 17:00 horas
VALOR: R$ 40,00 (Quarenta reais)
====================================================================
DIA: 19 de Setembro de 2010 (Domingo) - II ETAPA DO ESTADUAL DE KARATÊ
INSCRIÇÕES: R$ 20,00 (Vinte reais)

Os interessados deverão procurar o Professor SANTOS, para inscrever-se, até quarta feira, dia 16 de setembro de 2010.


O objetivo deste estudo foi identificar que método de respiração é mais adequado para o treinamento de força. Basicamente, três métodos foram estudados: 1) Inspiração na fase concêntrica; 2) Expiração na fase concêntrica; 3) Respiração bloqueada.

Os dados foram coletados utilizando um esfignomanômetro para medida da pressão arterial, visando verificar as repostas cardíacas durante um exercício de leg press numa amostra de 156 indivíduos. A pressão arterial foi obtida durante a 10a e 15a repetição, na terceira série de exercício.

Outra medida foi realizada durante uma situação de repouso. Análise de Covariância, controlando para as diferenças individuais foi realizada para Pressão Arterial Sistólica e Diastólica e teste Post Hoc Tukey foi usado com um valor de p = 0,05. Os resultados demonstraram que o método utilizando expiração durante a fase concêntrica apresentou a menor influência sobre a pressão arterial sistólica.
Uma história de vida que tinha tudo para acabar no anonimato ou até algo pior que isso. Um perfil físico que remete a histórias de super-heróis e chega a intrigar cientistas e pesquisadores da saúde. Assim pode ser definida a definição da carreira de Maria Cecilia de Almeida Maia, a Ciça do caratê. Pouco lembrada, para não dizer esquecida, a lutadora chega aos 44 anos com um desempenho superior ao de muitas atletas mais jovens. À sombra do sucesso, a tricampeã mundial se torna objeto de estudo. O motivo? A jovialidade de uma garota.

Ciça Maia, Caratê

Apesar da idade avançada para a modalidade, Ciça luta até hoje nas categorias livre e peso médio (55kg a 61kg). E é justamente este fato que deixa os pesquisadores da Escola de Educação Física do Exército e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (EsEFEx) sem entender o que se passa com o corpo da atleta.

- Um fato que sempre nos chamou a atenção é como ela tem uma frequência cardíaca menor que a de meninas muito mais novas. E outro: como a velocidade de reação dela é tão mais rápida que a dos homens, essa questão do reflexo. Não é a toa que ela chegou cinco vezes à final do mundial - disse o instrutor de lutas da EsEFEx e um dos que estudam o caso, Capitão Pedro Ivo.

Outro fato curioso é que, mesmo em um esporte de tanto contato físico, Ciça, que compete há 25 anos, nunca sofreu uma lesão. Mas a vida da atleta nem sempre foi de pontos positivos. Além dos problemas de falta de patrocínio e das dificuldades no meio esportivo, Ciça sofreu durante a infância e a adolescência.

Vida complicada desde a infância

Filha de Ângela Augusta de Almeida, uma diarista mãe de sete filhos que hoje tem 65 anos, Ciça nem chegou a conhecer o pai. Aos 7 anos, morou na rua por um tempo, quando sua família foi despejada da casa onde morava, no Centro do Rio de Janeiro, por falta de pagamento. Sem condições de criar os filhos, Ângela deixou as crianças com uma vizinha, que se solidarizou com a história. Mas Ciça, com seu comportamento rebelde, não se adaptou e deixou a casa. Foi morar então com outra família, onde permaneceu por 11 anos. Lá, cuidava de uma criança. Certo dia, ao buscá-la na creche onde estudava, foi convidada a trabalhar lá. Com seu primeiro salário, se inscreveu em uma academia, onde conheceu o caratê.

Ciça Maia, Caratê
Ciça treina com o amigo e lutador Sérgio Éric

- Quando cheguei lá e vi aquilo falei: 'É isso que eu quero”. Assisti à primeira aula numa sexta-feira, voltei com um quimono emprestado e me matriculei. Daí foi uma ascensão muito rápida. Em oito meses o treinador me botou para competir no Campeonato Carioca. Tive um desempenho que surpreendeu todos – conta.

Com os colegas dando apoio, Ciça foi convidada a integrar a seleção carioca para disputar um torneio em Minas Gerais. Lá, a “Trombadinha do Rio”, como era chamada, brilhou e ganhou a chance de disputar uma vaga na seleção brasileira. Quando atingiu esse nível, passou a se destacar também em competições internacionais.

Na linha tênue entre o sucesso e o fim

No entanto, o que parecia ser o ápice da carreira se transformou em pesadelo em pouco tempo. Ciça conheceu um italiano, com quem passou a dividir um apartamento. Certo dia, o companheiro sumiu de casa. A lutadora conta que só foi descobrir o seu paradeiro alguns anos depois. E a notícia que chegou não era nada animadora: o italiano, portador do vírus HIV, tinha morrido. Desesperada, Ciça foi buscar refúgio nas drogas e quase se rendeu ao mundo do crime. Mas foi no próprio esporte que encontrou a recuperação.

- Eu caminhava nessa linha tênue, era um precipício que estava do meu lado, mas eu cai no lugar raso e me salvei. Nos treinos, eu extravasava. Comecei a canalizar de uma maneira muito positiva toda essa minha raiva da vida. Poxa, por que logo comigo, que já tinha sofrido tanto? De uma certa forma, minha vida foi melhorando, fui conhecendo outras culturas e isso foi gerando em mim um sentimento de conquista - explica.

Enquanto se respira e tem vida, podemos continuar sonhando, essa é a força que não me deixa desanimar"
Ciça Maia

Focada no sucesso, Ciça voltou a conquistar vitórias, títulos e amigos. Mas o reconhecimento parece nunca ter se aproximado muito da lutadora. Mesmo tricampeã mundial (92, 98 e 2008), pentacampeã sul-americana, tetracampeã pan-americana, 13 vezes campeã brasileira, 13 vezes estadual, campeã dos Abertos de Paris, África do Sul e Angola, ela não perde a humildade. Aliás, perder é um verbo que a atleta tenta não conjugar. Foram apenas três Brasileiros perdidos em 25 anos de carreira.

A lutadora teve uma longa história também no Vasco. Defendeu a Cruz de Malta por dez anos. Com o fim da modalidade no clube, Ciça se diz decepcionada, mas não magoada com os cruzmaltinos.

- Quando você dedica suor, sangue, lágrimas, esforço e vê tudo indo embora é triste. Mas tenho um carinho muito grande pelo Vasco. Tenho gratidão por ter sido o único clube no Rio a abrir as portas e proporcionar a cada um de nós a possibilidade de sonhar - conta.

Hoje mãe de três filhos - todos lutadores de caratê - , Ciça espera continuar lutando, apesar da idade. Para ela, ficar grávida não atrapalhou sua carreira. Pelo contrário, foi um incentivo.

- É engraçado, porque depois que tive meus filhos senti que meu rendimento melhorou muito. Foi como a quebra de um mito. Acho que é porque melhora muito a cabeça - argumenta.

Vencedora na vida e nos tatames, Ciça tem planos de encerrar a carreira em breve. A intenção é de se tornar treinadora e voltar a estudar, já que parou ainda no primeiro grau. Entre as opções, faculdades de Educação Física, Fisioterapia e Psicologia.

- Pena que perdi muito tempo. Mas enquanto se respira e tem vida, podemos continuar sonhando, essa é a força que não me deixa desanimar - conclui a vencedora lutadora.

A comemoração do dia do professor de educação física acontece no dia 1º de setembro, em razão de a profissão ter sido regulamentada através da lei federal de número 9.696/98 e publicada na mesma data.

A ideia da data surgiu na comemoração de São Cosme e São Damião, pois nesse dia os professores de educação física organizavam brincadeiras para divertir a garotada, entregando-lhes várias guloseimas e doces.

Quatrocentos e cinquenta anos antes de Cristo, o grego Miron criou o símbolo das práticas esportivas, o Discóbolo, um arremessador de disco; o que comprova que os esportes existiam desde os tempos mais antigos.

No Brasil, historicamente falando, consideram que desde o período da colonização a educação física era praticada em nossas terras.

Os índios corriam atrás de suas caças, nadavam, atiravam arco e flecha e dançavam, jogavam peteca, lutavam entre si e brincavam de corrida dos troncos. Já os negros africanos, que vieram como escravos para o Brasil, dançavam a capoeira e faziam as lutas corporais, aprendidas através da observação dos animais em seu país de origem.

Mas somente em 1851, através da lei nº 630, que a ginástica foi incluída nos currículos das escolas primárias e secundárias, onde eram praticadas quatro vezes por semana.

Na década de oitenta, após o período da ditadura militar, a prática de esportes passou a ser vista de forma mais ampla, formando-se os primeiros grupos profissionais. Para isso, eram necessárias empresas que patrocinassem os atletas e a manutenção dos times e equipes. Foram os primeiros passos para iniciar as formações esportivas de qualidade no país, de onde colhemos os frutos plantados por longos anos, obtendo grandes conquistas para o país em campeonatos mundiais.

O campo de trabalho dos profissionais de educação física cresceu bastante nos últimos anos, deixaram de ser apenas professores de escolas ou academias, estendendo seu campo de atuação.

Hoje trabalham como “personal trainers”, desenvolvem programas de emagrecimento para crianças e adultos, organizam trabalhos de acréscimo muscular, que são muito valorizados em razão da população cultuar o aspecto físico, estar mais vaidosa, buscando um corpo belo, cheio de formas e músculos aparentes.

Os professores de educação física são responsáveis por observar um aluno durante a prática de exercícios físicos, os orientam a fazer alongamentos para aquecer a musculatura e evitar que se machuquem, corrige a postura durante a realização dos exercícios, confere os batimentos cardíacos dos atletas, verifica a respiração e o cansaço dos mesmos, não permitindo que ultrapassem seus limites.

O melhor para esses profissionais é trabalhar com o aspecto lúdico, ajudando as pessoas a liberarem suas tensões e se tornarem mais felizes.

Oblog da Academia Meikyo Parabeniza todos os Profissionais em Educação Física
DESCRIÇÃO-AQUI.